Barragem de Rejeitos de Brumadinho,“CASO ESTRANHO”

por Eng. de Minas Mario A. Ortega Noriega
898 views

Barragem de Rejeitos de Brumadinho,“CASO ESTRANHO”

QUE ESPECIE DE CORTE NA LATERAL DA BARRAGEM, INCLUSIVE RESPEITANDO OS DEGRAUS, COMO FOI REALIZADO?

As Informações aqui contidas foram obtidas de documentos de domínio público, DNPM/ANM – SIGMINE – Sistema de Informações Geográficas da Mineração e Cadastro Mineiro e Google Earth Chrome, e imagens passadas na televisão. As informações foram analisadas e interpretadas detalhadamente, pelo Engenheiro de Minas Mario Antonio Ortega Noriega CREA 7547/D – MG.

No estudo anterior trata da provável influência das detonações (explosivos) nas frentes de lavra da mineração (1.600 m.) “BARRAGEM DE REJEITOS E A INFLUÊNCIA DAS DETONAÇÕES NA SUA ESTABILIDADE- BRUMADINHO”

Um fato chama muito atenção, quanto às imagens da ruptura da barragem quando analisadas detalhadamente. A ruptura da barragem partindo da parte inferior (foto 01), sendo muito estranho é a ruptura das laterais de uma forma tão perfeita (foto 02) e na (foto 03) permite perceber claramente os degraus (foto 03) da barragem inclusive as gramíneas de proteção. Na ( foto 04) após a saída total dos rejeitos, ficou claramente a forma do vale original que serviu de deposito dos rejeitos.

Como afirmei nos estudos anteriores, que “Barragem de Rejeitos” não é uma solução adequada para a mineração em virtude da sua fragilidade estrutural, seja “a montante ou a jusante” o Custo Econômico é barato mas o Custo Humano e Ambiental é gigantesco e doloroso. O empreendimento mineral tem que se utilizar de outra forma de confinar seus rejeitos líquidos, proveniente dos processos de concentração e este custo deve ser contemplado quando da Viabilização Econômica do Projeto.

Conclusão: .- Barragem de rejeitos da forma como e feita é criminosa e muito perigosa. .- Investigar detalhadamente o motivo da ruptura lateral ser tão perfeita. Como Perito para o ministério público de vários estados (96 perícias realizadas), recomendo que se investigue o caso profundamente, para que isto não aconteça nunca mais.

Seguem as fotos:

FOTO 01

FOTO 02

INICIO DA CORRIDA DOS REJEITOS A 60 km/h / ONDA COM 20 m DE ALTURA, REFEITÓRIO E INDÚSTRIA DA VALESA. 25 SEGUNDOS

FOTO 03

QUE ESPECIE DE CORTE NA LATERAL DA BARRAGEM, INCLUSIVE RESPEITANDO OS DEGRAUS, COMO FOI REALIZADO??

FOTO 04

OS 18.000.000 m3 DE REJEITOS INICIARAM SUA VIAGEM PARAO RIO PARAOPEBA, COM SEU GRANDE PODER DETRUIDOR, DEIXANDO A BACIA DA BARRAGEM LIMPA.

Esta imagem mostra que as laterais não tinham nenhuma ligação estrutural com as paredes onde a barragem se apoiava ou foi cortada com explosivos ??? que a “pericia” responda.

Eng. De Minas Mario Antônio Ortega Noriega – CREA 7547/D- MG.

marioortega@ekomine.com.br www.ekomine.com

Você pode querer ler também

Deixe um comentário

1 comentário

Ketti Gunther Schonfield 31 de July de 2020 - 20:49

Fue muy agradable leer tu artículo. Ketti Gunther Schonfield

Resposta

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Esperamos que você esteja de acordo com isso, caso deseje, você pode recusar. Aceitar